"...me convidar para viajar é o mesmo que me oferecer chocolate quando em TPM..."

Por Ana Carolina Pereira

Na bagagem muita ansiedade, planos, metas, altas expectativas e alguns trajes de banho.

Na mala de mão um calmante (pelo medo de avião), um livro (caso não consiga dormir) e um caderninho (para anotar qualquer nova ideia que me vier à cabeça).

O checklist ainda está um pouco defasado. Minha mania de deixar tudo para última hora sempre me faz passar pelo famoso frio na barriga com contagem regressiva para terminar a mala e aquela constante certeza de que estou deixando algo de muito importante para trás. Me certifico inúmeras vezes se a passagem está mesmo na bolsa e pronto. Lá vou eu.

Minha mãe sempre diz que tenho um pezinho na rua, que se há uma oportunidade de sair, lá estou eu. Não posso negar. Mas não me recrimino. Viajar é uma maneira extremamente prazerosa de aprender na prática tudo aquilo que tivemos em maçantes ou empolgantes (tudo dependia do professor, do nosso sono em sala de aula, da vontade de aprender ou da dificuldade com a matéria) aulas de geografia e história. Sim, sou daquelas que passa horas em museus. Mas às vezes isso nem é preciso. Leio placas, observo as pessoas e faço questão de provar a culinária local, por mais exótica que seja. Só esses fáceis e naturais passos já trazem interessantíssimos conhecimentos.

Como é rico conhecer novos lugares, pessoas, idiomas! Meu objetivo de vida é viajar o mundo todo e falar pelo menos 4 diferentes linguas. Tenho ainda uma longa jornada. 

Caminhando para a minha meta, estou de férias! Joguei tudo pro alto e aceitei um generoso e amicissimo convite. Aliás, me convidar para viajar é o mesmo que me oferecer chocolate quando em TPM, não tem como recusar! Assim sendo, pensei na possibilidade de deixar apenas uma plaquinha de férias, de volto logo, arrivederci ou algo do tipo aqui no ‘escrevodepoisapago’, mas então pensei “por que não?” e resolvi levar o blog de férias comigo. Afinal, a parte mais legal mesmo de viajar é tirar muitas fotos e contar depois, com detalhes sórdidos, muitas vezes engraçadíssimos e até embaraçosos as marcas que aquele monte de novas experiências deixou.

"...resolvi levar o blog de férias comigo."

E aqui vou dividir com vocês tudo isso. Não posso garantir que atualizarei o blog com muita frequência, mas prometo que sempre que possível. Porque, pensando bem, o que se traz na bagagem de volta, muito mais do que engenhosos e muitas vezes manjados souvenirs, são memórias e muitas, muitas histórias para contar.

Isto posto, começa agora o especial ‘DIÁRIO DE BORDO’ com posts fresquinhos e curiosos de lugares distantes.

Bon Voyage!

Anúncios