E aí eu te vejo vivendo essa vidinha sem graça, chata, com essas manias ridículas.

Os mesmos horários.

Mesmos programas de sábado à noite, o mesmo cansaço nas tardes de sexta feira, o mesmo passeio aos domingos pela manhã.

Os mesmos bares, mesmos pratos, mesmos drinks.

Mesmos discursos, mesmos conselhos, mesmo café.

Mesmos discos, mesmas músicas, mesma dança.

 E me dá (mesmo) tanta vontade de fazer parte de tudo isso.

Anúncios