Lançou-se

Ao destino, ao que deus quiser, ao léu, ao céu.

Parou.

De sofrer, de medicar, de amar.

Cortou.

Os pulsos, o sofrimento e a saudade.

Matou.

A esperança, que teimava em viver.

Ligou.

Uma última vez, para ver se atendia. Se entendia.

Escreveu.

Para ver se passava, transbordava, desabafava.

Desistiu.

Da vida, da dor, dos porres.

Despiu.

A alma, a mente, o corpo. Para ficar leve.

E se jogou.

Do décimo nono andar.

Anúncios