Era o destinatário de qualquer carta. Aceitava remetentes desconhecidos ou selos mal-colados em cartões postais de lugares que nunca iria conhecer.
Só sonhava com montanhas quando estava na praia, só gostava do sol quando caía a chuva, só queria caminhar quando tinha os dois pés engessados.
Viveu uma vida de mentiras incontroláveis e desejos insaciáveis.
Morreu com os pés na areia e a cabeça nas nuvens.

Anúncios