Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

mês

junho 2013

Guanajuato lindo y querido

Lembra quando a gente chegou aqui, meu deus? Uma menina de olhos chorosos e bússula quebrada. Não fazia a menor ideia de quem era ou de quem poderia vir a ser. No começo, foi o México que teve que se... Continue lendo →

Anúncios

Rotina

“Êêêê” … “Êêêêê” - grita o homem demasiado temprano em minha janela. Até hoje não entendo o que ele fala, só sei que ele vende gás. Para cima e para baixo com o enorme cilindro cheio apoiado nos ombros fracos.... Continue lendo →

Verás que um filho teu não foge à luta

Pela primeira vez, o facebook não serve apenas como fonte de entretenimento. Montagens com cachorrinhos fofinhos, frases engraçadas ou de efeito e fotos com bico de pato na frente do espelho, graças a deus, são deixadas de lado.A rede social... Continue lendo →

Get back to where you once belonged

Nota: texto originalmente escrito para o blog 'Insana Mente Sã' Tô passando a vez. E não volto mais atrás. O papinho mentiroso de solitário e dependente já não cola mais. Pouco a pouco vou desconstruindo sua imagem, desacreditando de toda... Continue lendo →

Eu venci

Nota: da série 'rascunhos - textos velhos que aproveitamos como novos quando a vida não nos deixa escrever' É chegado o momento do ‘não dá mais’. É chegada a hora de tomar decisões mais relevantes do que Serra Malte ou Original,... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑