Gratidão

Me lembro muito bem daquela tarde, em que sentei, trêmula, na varanda. Abri o refrigerante ruim, sem marca, sem gás, sem gelo. Bebi como se fosse rum. Acendi seu cigarro forte, mentolado, demasiado. Fumei o maço todo. Perdi o pudor, a noção de hierarquia, deixei também o respeito por ti e minha dignidade lá fora, … Mais Gratidão

Referências

Xeretando velhos e-mails – veja bem, o tipo de coisa que não se pode fazer depois da meia-noite, muito menos em dias propícios a procurar no youtube a cara feia do Abujamra (se é que é assim que se escreve) declamando qualquer coisa – que fosse batatinha quando nasce se esparrama (ninguém me convence do … Mais Referências

Fundidos

*texto baseado em lembranças sonadas de uma vida inventada e no romance Febre, de Renato Essenfelder – cuidado, leitores: pode conter spoilers …….. Talvez ele tenha se matado, pensei. Talvez fosse eu, naqueles tempos, tivesse me matado também. Senti vergonha, porém. Confesso que também cheguei aos mais de quarenta graus, que perambulei cabisbaixa, moribunda. Também … Mais Fundidos

Vaidade

Ele era namorado, ficante, rolo e peguete de uma amiga. Então acho que isso não conta muito. Mas foi a primeira vez que fui reconhecida como a autora do Escrevo, depois apago. A tiete parecia eu. Sorriso de orelha a orelha, sem conseguir esboçar uma reação madura e segura de quem escreve de nariz empinado … Mais Vaidade