Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

mês

dezembro 2015

Re(escrever)

a passos curtos e vagarosos
se reconheceu no olhar no outro
fresco, certeiro. mas muito conhecido
velho amigo
de nunca antes
varreu a poeira para debaixo do tapete
migalhas de projetos parados
sonhos esquecidos
talento inexplorado
tomou coragem
e um ônibus
para ver se inspirava
sem saber o destino
desceu no ponto final
agradeceu o cobrador
cumprimentou o motorista
sorriu
sentiu aquele calafrio
soube
sentou-se na sarjeta
e pôs-se a brincar com as palavras
caneta e caderno
mente aberta
e um novo começo

Anúncios

Feel something so right

– Você me dá vontade de escrever.
– Tudo que é errado te dá vontade de escrever…

Blog no WordPress.com.

Acima ↑