Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

mês

abril 2016

Destilado do papel

Gosto de sofrer um pouco. Tristeza que destila, destila, fermenta e vira inspiração. Se transforma em palavras que abraçam, afagam o coração. Frases e pontos e vírgulas que se alinham sem o cérebro conseguir acompanhar. Sento no escuro, no macio... Continue lendo →

Anúncios

Eu Android, você iPhone

Te conheci numa dessas festas em que eu não deveria estar. Conversando com gente desinteressante e bebendo um drink cujo nome jamais saberei pronunciar, mas que tinha um sabor meio assim, de amora, que me fez repensar todo álcool de... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑