O ano em que disse sim

Eu tenho uma lista no celular intitulada “wanna be Shonda Rhimes” com todos os passos que eu deveria tomar para que eu seja pelo menos um décimo do que é essa diva suprema. E esse arquivo foi criado muito antes de Shonda, como a chamo carinhosamente, escrever esse livro maravilhoso.

shonda

Nossa, Ana, mas precisa endeusar essa mulher tanto assim? Precisa sim, caro leitor. Shonda Rhimes é negra, gorda, mulher e criadora das séries que conquistaram o horário nobre do dia nobre da maior emissora de televisão dos Estados Unidos. E essas séries, se você ainda não conhece (Grey´s Anatomy, Private Practive, Scandal e How To Get Away With Murder), têm como protagonistas mulheres (em duas delas, as mulheres são negras) e conta histórias de pessoas. Humanos, talentosos, problemáticos e diversos: gênero, orientação sexual, cor e tudo mais que você possa imaginar. É a vida real traduzida lindamente na telinha.

shonda2

E foi assim que ela ganhou o mundo. E ganhou meu coração também. Sou formada em Grey´s Anatomy e caí no mundo de PR apostando nas minhas fichas de Olivia Pope. E até que tem dado certo esse caminho. A verdade é que tudo que Shonda toca, vira ouro. Foi assim que surgiu a Shondaland – um verdadeiro parque de diversões para roteiristas, escritores e produtores de TV – e foi por isso que essa deusa televisiva começou a escrever “O ano em que disse sim”, uma das melhores obras já lidas por mim.

Se você curte as séries produzidas e escritas por ela tanto quanto eu, não preciso nem explicar por que é obrigatória a leitura do livro, mas, se você não faz ideia de quem seja Shonda ou não gosta dela tanto assim, preste atenção no que tenho a dizer.

Com muito bom humor, Shonda Rhimes se despe de todo o glamour de Hollywood para revelar suas partes mais vulneráveis. Foi num jantar de ação de graças que a famosa Shonda ouviu da boca de sua irmã as fatídicas palavras que a fizeram mudar de vida. “Você nunca diz sim pras coisas”. Rica, bem sucedida e absurdamente famosa, a roteirista mais famosa do mundo da TV, entendeu, aos 41 anos de idade, que não estava vivendo.

E metódica, como é, sugeriu um desafio para si mesma: dizer sim para todas as oportunidades que lhe aparecessem pelo próximo ano. Eu não vou contar aqui, obviamente, todas as mudanças que essa decisão ocasionou em sua vida.

Mas posso garantir que acendeu uma luzinha na minha própria e que certamente terá um certo efeito na sua também. Com Shonda Rhimes, e dessa vez na vida real, com personagens de bastante carne e algum osso, aprendi que tá tudo bem se frustrar, que comer para aliviar os problemas não é mesmo a melhor solução (mas, pelo menos, dessa vez foi uma pessoa gorda que disse e não um nutricionista metido a modelo no programa da Fátima Bernardes que agora tá magra e gata), que até as pessoas mais famosas e bem sucedidas duvidam da própria capacidade, que é perfeitamente normal não dar conta de tudo sozinha e que o segredo para o sucesso é levantar a bunda da cadeira (ou, no caso de um escritor, sentar mesmo) e trabalhar. Trabalhar muito. Trabalhar sem parar com disciplina, todos os dias, por um determinado período de tempo.

“O ano em que disse sim” me fez rir, chorar e sofrer ao ter que desligar o Kindle para descer do ônibus, sair do vagão do metrô ou voltar a trabalhar depois de um horário de almoço curto demais na companhia da deusa das séries.

shonda3

Não sei qual seria o efeito desse livro para você. Para mim, trata-se de uma autobiografia que me colocou ao lado e não mais aos pés de meu maior ídolo e que me motivou a voltar a buscar pelos meus sonhos.

Definitivamente, uma leitura para a qual valeu muito a pena dizer sim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s