Copiloto

Tem gente que parece que entra na vida da gente só para fazer bem. Parece que aparece só para nos fazer acreditar que podemos fazer mais e melhor e ser mais e melhor. É para esse tipo de gente que a gente arruma tempo na rotina atribulada, empesteada de nadas que a gente faz para … Mais Copiloto

Convulsa

Pisei na bosta enquanto era apunhalada pelas costas depois de um momento constrangedor e um teste de caráter/camaradagem/mesmo time meio que hétero, meio que gay porque na hora h bem capaz que pegasse a Maria Gadú meu gosto musical é muito lésbico mas gosto de homem, desculpa e obrigada por me ouvir mesmo que indo embora, … Mais Convulsa

Referências

Xeretando velhos e-mails – veja bem, o tipo de coisa que não se pode fazer depois da meia-noite, muito menos em dias propícios a procurar no youtube a cara feia do Abujamra (se é que é assim que se escreve) declamando qualquer coisa – que fosse batatinha quando nasce se esparrama (ninguém me convence do … Mais Referências

Fundidos

*texto baseado em lembranças sonadas de uma vida inventada e no romance Febre, de Renato Essenfelder – cuidado, leitores: pode conter spoilers …….. Talvez ele tenha se matado, pensei. Talvez fosse eu, naqueles tempos, tivesse me matado também. Senti vergonha, porém. Confesso que também cheguei aos mais de quarenta graus, que perambulei cabisbaixa, moribunda. Também … Mais Fundidos

Descoberta

Eu, sinceramente, achei que tinha superado. Mas seguia comendo chocolate. Demais. Evitava o espelho. Mudei o cabelo. Quebrei o joelho. E precisei me apaixonar perdidamente por um personagem de televisão. Para entender-te. Me entender. Demorei, sabia? Para sacar o envolvimento. Tirar do espetáculo alguma lição. Ficção. No travesseiro toma o rumo que a gente quiser. … Mais Descoberta