Pode beijar a noiva

Teus olhos brilhavam, sorriam teus lábios tensos. As mãos não se desgrudavam nem por um segundo, dedão com dedão fazendo movimentos circulares para ver se o ciclo começava ali mesmo ou se era só alucinação. Teus pés bailavam uma espécie de forró, derrapando sem medo pelo chão de mármore gelado incapaz de conter teu suor. … Mais Pode beijar a noiva

Re(escrever)

a passos curtos e vagarosos se reconheceu no olhar no outro fresco, certeiro. mas muito conhecido velho amigo de nunca antes varreu a poeira para debaixo do tapete migalhas de projetos parados sonhos esquecidos talento inexplorado tomou coragem e um ônibus para ver se inspirava sem saber o destino desceu no ponto final agradeceu o … Mais Re(escrever)

Mês do Desgosto

Estava vendo TV quando me contaram o que aconteceu. Acordei e vi no celular a temida notícia. Era madrugada e eu sonhava com vacas quando o telefone tocou. Acabara de abundar-me na cadeira do bar quando atendi a ligação. E, com isso, foram quatro perdas em um único mês. Muito choro, muita tristeza, muito preto. Energia negativa. … Mais Mês do Desgosto

That’s Thata

she tells me her stories like it was a movie she listens to mine she lights up the room with her smile she lives like a rockstar always shining bright in her private sky she rules my world and I know it’s for good she earned my trust with no need for prove she changes … Mais That’s Thata

Tudo que vai

Gosto de ser a pessoa que vai. Aquela cuja única tarefa dolorosa é anunciar sua partida. Que pode, sim, verter sinceras lágrimas, rapidamente enxutas pela ânsia do novo, pela magia do desconhecido. A pessoa que vai pode até olhar para trás para acenar com o já peso da saudade prematura. Pode caminhar meio tortamente, acompanhada … Mais Tudo que vai

Remetente

tanta carta escrita, bilhete esboçado, coração rasgado. nunca nunca enviado. parece engasgado. empacado. doído. enquanto não despachado, arrasado, carcomido. sem coragem, amarela na gaveta aberta em madrugadas solitárias. quer criar asas, quer sair, quer sentir. ser sentida. carta não lida é carta morta. carta triste. carta vazia. vestida de amor, ódio, desespero. vezes nua, vezes … Mais Remetente