Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

Tag

família

Família ê

Teve uma época, quando adolescente, que todos os grupinhos usavam muito a famosa "amigos são a família que a gente pode escolher". Era legenda de foto em fotolog, frase frequente nas cartinhas trocadas na aula de física e homenagem sempre... Continue lendo →

Anúncios

Zena

Eu me lembro direitinho do dia em que te conheci. Você era tão pequeno e frágil. Eu estava tão bêbada, era quase como uma iniciação. Para mim e para você. Nós dois estávamos entrando para aquela família muito louca. Me... Continue lendo →

Então é saudade

Você adorava quando eu conseguia expor de maneira engraçada e vezes sarcástica o cotidiano de nossa família maluca. O texto ficava ainda melhor quando não envolvia o seu lado, pegando no pé apenas do estresse da mamãe, da mania de... Continue lendo →

Uma carta e qualquer órgão que você precisar

Tem gente que te vê amarelo. Eu te vejo lindo. Tem gente que fala com você com pesar. Eu pergunto as novidades e, por tanto te conhecer, estou preparada para qualquer reação vezes exagerada e precavida que você pode ter.... Continue lendo →

Despedida

Mesmo tendo certeza absoluta de que havia tomado a decisão certa, sentei na cama e chorei. Simplesmente chorei toda a saudade que tinha sentido de minha família. Chorei a força que tive que ter, as barras que tive que enfrentar... Continue lendo →

My huge little brother

Ele só tem 16 anos (sei que são 18, mas já foi um grande avanço colocar em minha mente que ele não tem mais 14), mas uma cabeça melhor que a minha. Nem acabou o ensino médio, mas já sabemos... Continue lendo →

Entre eu e eu mesma

- deus do céu, você vai continuar? - vou. - mesmo sabendo que talvez não seja tudo aquilo que espera? - sim. - por muito tempo? - bastante. - quanto? - suficiente. - para quê? - para tudo. - mas... Continue lendo →

Hoje é domingo, pede cachimbo…

...O buraco é fundo, acabou-se o mundo. Ficou bebadinha no almoço de família e confessou ao primo de segundo grau os sonhos eróticos que andava tendo. A tia brigou com o tio, que ofendeu a vó ao criticar sua comida... Continue lendo →

Fera, bruxa, anjo, mulher e mãe. Minha mãe.

Quando eu estava na primeira série do ensino fundamental, uma valentona mais velha me enforcou no ônibus escolar só porque eu estava lendo o jornalzinho da escola. Sim, eu era nerd. Ao lembrar-me do sufocamento chego a sentir calafrios. A... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑