Sem prosa, nem verso

Achei pedaços seus na minha bagunça. Uma agenda esquecida, um caderno em branco, um livro por ler, folhas rabiscadas de edição. A lembrança de um sorriso, um afago, um pegar de mãos. Foi arrumando o antigo quarto que badernei meu coração. Sentimentos esquecidos derramados pelo chão. O amor comprimido em uma caixinha, na ultima prateleira … Mais Sem prosa, nem verso

Vai passar

Vai passar porque a vida continua, o trabalho exige, os boletos vencem e o estômago ronca. Vai passar porque o fígado reclama e as lágrimas secam. Mesmo que nada mais faça sentido, vai passar porque o sol ainda nasce, a lua ainda brilha, a chuva ainda cai e porque a praça ainda tem vida noturna, … Mais Vai passar

Faria tudo de novo

Esqueço as lágrimas que, invisíveis, jorravam de dentro do peito. Apago a insegurança e a consciência do erro cometido por diversas vezes, sem o menor pudor. Perdoo a falta de atenção e carinho nos momentos que mais precisava. Relevo o abuso. Levo comigo os almoços e cafés em que as mãos, descontroladas pela imensa vontade … Mais Faria tudo de novo

Omissão

Mantenho, sobre minha mesa de trabalho, post-its que não posso usar. Guardo comigo, lá no fundo, segredos que não devo contar. Retenho sentimentos que não consigo externar e contenho lágrimas que não ouso derramar. Amo sem poder a ninguém contar. Escrevo, mas insisto em não mostrar. Teimo. E os conselhos, sempre finjo escutar. Quem me … Mais Omissão

Cíclico

As palavras saem de sua boca com uma naturalidade agonizante. É como se nada, nunca, tivesse acontecido. E respondo com uma falsidade tão verdadeira que chega a intrigar. Confunde. Ignoro as mil lágrimas vertidas e esqueço as promessas de mudança e vingança feitas em momento de ódio desesperador. Não te culpo. Você chama, eu vou. … Mais Cíclico