Embriaguez

Maria começou a sentir tudo aquilo novamente. O tremelique que dá nas pernas, a vontade de berrar e chorar ao mesmo tempo que ri. E comer ao mesmo tempo que não sente fome e dormir quando o sonho atinge a gente com os olhos bem abertos. Quando Maria pensou em parar, o sistema nervoso já … Mais Embriaguez

Entre eu e eu mesma

– deus do céu, você vai continuar? – vou. – mesmo sabendo que talvez não seja tudo aquilo que espera? – sim. – por muito tempo? – bastante. – quanto? – suficiente. – para quê? – para tudo. – mas você está fugindo? – talvez… – mas fugindo de quê? – não sei ainda. – … Mais Entre eu e eu mesma

Fugitiva

Substitui-te, todas as noites, pelo combo academia+Gabriel García Márquez. No caminho de volta para casa, ouço notícias. Quando na esteira ergométrica, assisto a seriados humorísticos. Evito canções. E não me identifico com nenhuma trama amorosa de nenhum Aureliano que habita as páginas de Cem Anos de Solidão. Ainda bem. Em almoços corporativos, discuto a volatilidade da bolsa de valores … Mais Fugitiva

Leia-me

Nota: este texto é uma reedição (da série ‘E-mails que, desesperada, mandei’) Você me dá vontade de voltar a fumar, que é pra ver se supre de alguma maneira, se alivia essa tensão que mistura ansiedade com angústia. E aí eu percebo que fiz aquilo que prometi que não faria, desde o começo. Aquilo que … Mais Leia-me