Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

Tag

ônibus

Laços

- O que a senhora está fazendo aqui a essa hora, tão cedo? - Vou pra casa da patroa, né? - Mas a senhora tá aposentada já, não fica em casa por quê? Já com idade, quase sem força. Olha... Continue lendo →

Anúncios

Cotidiano

Não sou eu! Não sou eu! Suspirou visivelmente aliviado com os braços levantados segurando na barra de ferro para não desequilibrar. Com o objetivo de ajudar, o mais alto abriu a tampa do teto, mas o mau cheiro se espalhava... Continue lendo →

Ponto de observação

  Passa ônibus, passa ônibus, passa ônibus. Nunca é o meu, lógico! E no meio de um raciocínio: “Pipoca, amendoim, docinho de caju. Um real moça, vai aí?” “Obrigada” respondo sorrindo, reflexo do riso interno, afinal, era exatamente nisso que... Continue lendo →

Arteiro fugitivo, o melhor amigo do homem

 Seis e meia da tarde. Sentada num ponto de ônibus vazio. Sexta feira, véspera de feriado. O ônibus demora mais que o esperado e já sei que o caminho de volta para casa não será muito diferente. O carro vermelho... Continue lendo →

A cidade em você

Por Ana Carolina Pereira Outro dia, sentada num banco do ônibus, imaginei quantas pessoas já teriam se sentado alí. A princípio, esse tipo de indagação não faz sentido. É apenas mais um daquele monte de pensamentos completamente nulos que temos ao longo... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑