Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

Tag

São Paulo

O primeiro dia do resto da minha vida

O primeiro dia do resto da minha vida escritora foi quando sentei à frente do computador e escrevi sozinha minha primeira história. Não deu tempo de esperar a inspiração chegar. Algo tinha que ser entregue. Então entreguei. O primeiro dia do... Continue lendo →

Anúncios

Vem ser dono do meu nariz

Aeroporto de Cumbica, Guarulhos, SP, Brasil: - Então tá bom, gente! Tchau!! - Tchau, boa viagem!! … - Tá, então eu vou! Tchaaau!! - Tchau!!!! Boa viageeem! … - E aí? Acho melhor você ir, né? - Aham. Sim, sim.... Continue lendo →

Buena onda

Chuva que lava o chão da alma, escurece o céu e clareia a mente. Deixe-me enxergar através de límpidas gotas de frescor tudo aquilo inchado pelo calor. Deixo limpar enquanto espero paciente o libertar do caminho à casa de Linda.... Continue lendo →

A hora de ir pro altar

Cidade do interior é assim mesmo: calor durante o dia, frio durante a noite. Aquela calmariiiiiia que inquieta, ao invés de acalmar, qualquer um acostumado com uma metrópole. Ar puro, vizinhança inteira se conhece, é amiga e todo mundo sabe da vida... Continue lendo →

Bem vindo de volta, São Paulo

OBS: este texto é uma reedição (blog naotembulameuremedio.wordpress.com) Quase 2 meses depois da data oficial, o ano começou (agora na prática). Quem ia viajar, já viajou. Quem é fã da mais famosa festa brasileira e passa o resto do ano pensando em pular... Continue lendo →

Protesto da alma

As lágrimas que escorriam chegavam à boca quase no exato momento em que balbuciava fragmentos de memórias de velhos e bons tempos que passara naquelas salas. Risadas, choros, surpresas, conversas, paqueras, análises, apreciações e, não raras vezes, até um cochilinho daqueles propícios... Continue lendo →

Raindrops keep falling on my head

Pequenas nuvens começam a se formar. É nessa hora que, aqueles que podem, saem de seus trabalhos, correndo. Ao alcançar o próximo quarteirão, o céu já é encoberto por um manto enorme, espesso, preto. Agora é só esperar. No caminho,... Continue lendo →

Ponto de observação II

Já passa das oito horas da noite, mas o horário de verão exerce sua função com louvor, me fazendo checar o relógio mais de três vezes. Desisti do primeiro ônibus que passou, os passageiros desafiavam a lei da física (aquela... Continue lendo →

Aproveite o verão, rapaz!

O verão está chegando. A estação mais quente do ano começa, oficialmente, no dia 21 de dezembro, mas os termometros já anunciam a proximidade desta época tão aclamada por muitos brasileiros. Devo anunciar, logo de início, que esta não é... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑