Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

Tag

sonho

Destilado do papel

Gosto de sofrer um pouco. Tristeza que destila, destila, fermenta e vira inspiração. Se transforma em palavras que abraçam, afagam o coração. Frases e pontos e vírgulas que se alinham sem o cérebro conseguir acompanhar. Sento no escuro, no macio... Continue lendo →

Anúncios

A baiana da cidade sem nome

Toca o despertador às 4h30 da manhã, Eliene Reis Aguiar está acostumada a acordar cedo. A baixinha, como é conhecida - por conta de seus 1,5m de altura -, trabalha como empregada doméstica há 38 anos e já sabe que... Continue lendo →

Crime passional

Tarde. Um domingo chuvoso. A casa vazia. Um vinho. Lógico, típico. Mas dos melhores. O clássico, do tipo que nunca decepciona, tinha gosto amargo. A uva, colhida com tanto carinho no penúltimo outono, descia rasgando a garganta, cruel. Não fosse... Continue lendo →

Deletério

Noites de sono mal dormidas por conta de sonhos indesejados, perturbadores. Temperatura excessivamente alta, fazendo do colchão um inferno particular. Justo mundo da neve no asfalto, deixando esfriar os pés e a cabeça - quando o auto controle já não... Continue lendo →

Insônia

O sono não acompanhava a vontade de dormir. O pensamento lhe tirava o bem mais precioso. Descansar. A chuva que caia, ao mesmo tempo que sofrida, fazia curar. Desistiu do travesseiro. De sonhar. Por mais que se recusasse a checar... Continue lendo →

Back to black

Menti. Não precisava me conhecer/reconhecer no mundo novo, na vida nova. Não entrei em crise pelo término de um ciclo vezes longo, vezes curto e maior parte do tempo agradável e encantador. Não me preocupava com o futuro. Sempre soube... Continue lendo →

Sonho americano

Por Ana Carolina Pereira Como a vida é injusta! Já dizia o ditado: “Uns com tanto, outros com tão pouco”. Cansou disso tudo, queria uma vida melhor. Sua patria é o Brasil, país tropical, país do carnaval, de belas morenas.... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑