Busca

Escrevo, depois apago

Não fui eu, foi meu eu-lírico

Tag

textos

Vem, 2013!

Incrível, agora, é escrever sem sentir dor. Impressionantes são as visitas cada vez maiores em meu blog - que já não espreme todo o sangue de um coração partido e moído e pisado. Interessante é perceber que felicidade também vende,... Continue lendo →

Anúncios

Queria ser Frida Kahlo ou Margaret Thatcher

Queria ser uma daquelas mulheres fortes, daquelas que são tema de livros, biografias, músicas, filmes, seriados, tudo para mostrar às outras mulheres – que não são tão fortes – como as coisas têm que ser. Mas não. Às vezes me faço forte... Continue lendo →

Pode vir, 2012

Quem acompanha o blog sabe as merdas e maravilhas que 2011 me proporcionou. Pensei em escrever uma retrospectiva que contasse que, neste ano, alcancei o céu e o inferno por diversas vezes. Mas pensei que não faria sentido retomar as... Continue lendo →

Autoajuda

Se quiser me entender, não desconsidere textos passados, por mais que o novo os contradiga. Oscilo. É surpreendente a capacidade que tenho de ir de um extremo a outro em uma única virada de página. Minhas estratégias textuais já não existem - são baseadas em ironia, lugar-comum... Continue lendo →

Drinking a new beginning

And after 3 glasses of scotch she confesses: "Sometimes I become a really annoying human being. I get stressed and I need to be alone to listen to my iPod, read my books and do some writing. When those times... Continue lendo →

Bem vindos

Por Ana Carolina Pereira Olá, leitor! Este blog é um ensaio. Gosto de escrever o que vem da alma, o que está na cabeça. Na maioria das vezes faz sentidos. Algumas vezes não. Textos de opinião, confusos, emotivos, objetivos, textos.... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑