Destilado do papel

Gosto de sofrer um pouco. Tristeza que destila, destila, fermenta e vira inspiração. Se transforma em palavras que abraçam, afagam o coração. Frases e pontos e vírgulas que se alinham sem o cérebro conseguir acompanhar. Sento no escuro, no macio do colchão. No colo, o peso da máquina de fazer expor, sair, distrair e desabafar. … Mais Destilado do papel

Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos do que eu

Luiz morreu aos 54 anos. Refeições gordurosas regadas a cerveja, vinho e uísque da melhor qualidade provavelmente destruíram seu fígado. Mesmo sabendo de sua condição genética – a mãe de Luiz morreu de cirrose sem nunca ter bebido uma gota de álcool -, comeu e bebeu nos melhores restaurantes. Experimentou todos os sabores. Japonês, indiano, … Mais Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos do que eu

A história de Maria: quem disse que um versinho não daria?

Maria morreu aos 86 anos. Uma veia entupida fez seu coração parar de bater. Maria fazia check-up a cada seis meses, usando o convênio de idosos que um médico também idoso recomendou. Morava na mesma casa há 50 anos. Foi lá que seus pais morreram. E seus três cachorros também Maria nunca teve sua própria … Mais A história de Maria: quem disse que um versinho não daria?

e ponto.

conte-me tua vida. que encontro teu lide. te escrevo de cabo a rabo. te coloco entre vírgulas. te esqueço no final do segundo parágrafo sem perder o fio da meada pro início do terceiro. te perco entre minha pontuação. tão torta. tão morta. tão viva. te dou sentido se me deres novidade. inventa se for preciso. … Mais e ponto.

Descoberta

Eu, sinceramente, achei que tinha superado. Mas seguia comendo chocolate. Demais. Evitava o espelho. Mudei o cabelo. Quebrei o joelho. E precisei me apaixonar perdidamente por um personagem de televisão. Para entender-te. Me entender. Demorei, sabia? Para sacar o envolvimento. Tirar do espetáculo alguma lição. Ficção. No travesseiro toma o rumo que a gente quiser. … Mais Descoberta

Mesmo sem sentido

Já não encontro com amigos. Estou cansada. Dá preguiça de ir longe. Ou perto. Só preparar mesmo alguma coisinha em casa. Mas vai até que horas? Eu acordo cedo. Cedo? Eu tenho é que madrugar para dar conta de fazer exercício físico. Sabe como é…qualidade de vida. Qualidade de quê? Isso não pode ser vida. … Mais Mesmo sem sentido